domingo, 15 de janeiro de 2017

Um Conto, Um Ponto #35: The Vampyre - A Tale, de John William Polidori

The Vampyre; A Tale
Título: The Vampyre - A Tale
Autor: John William Polidori

The Vampyre foi a primeira história em prosa inglesa acerca destas criaturas, sendo praticamente responsável pela criação da ideia do vampiro aristocrático e sedutor.

***********

A minha primeira experiência com o Serial Reader, uma aplicação que vos traz uma série de clássicos, um bocadinho por dia, para irem lendo com o passar do tempo. A escolha por este The Vampyre foi acidental, mas revelou-se uma óptima aposta. Desconhecia ter entre mãos o que viria a ser a mãe das histórias com vampiros bonitos e sedutores, e só depois de terminada a leitura é que soube desse facto.
É uma história que se lê muito bem mesmo, então via Serial Reader ainda melhor. A trama central do conto, a descoberta do vampiro, a forma como este se move entre a aristocracia... É muito interessante.

Quanto mais não seja, um bocadinho de conhecimento não faz mal nenhum! Leiam este The Vampyre, vale bem a pena e têm nas vossas mãos um testemunho de 1819 que molda, ainda hoje, tanta ficção moderna.

sábado, 14 de janeiro de 2017

Anna Vestida de Sangue, de Kendare Blake - Sinopse & Opinião

Anna Vestida de Sangue (Anna, #1)
Título: Anna Vestida de Sangue
Título Original: Anna Dressed in Blood
Série: Anna #1
Autora: Kendare Blake
Editora: Verus
Ano de Publicação: 2016
Número de Páginas: 252

Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas — e afastar distrações, como amigos e o futuro.
Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita. Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas. 
Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?

**************

De um momento para o outro, comecei a ver muita gente a ler este livro e a falar sobre ele - ou terá sido impressão minha? A verdade é que, após ler a sinopse, rapidamente se tornou num livro a ler mal tivesse a oportunidade.

Anna Vestida de Sangue conta a história de Cas, um adolescente que mata fantasmas. Tudo bem, os fantasmas estão mortos, mas Cas manda-os sabe-se lá para onde, pois nem o próprio sabe. Este seu hobby é uma espécie de legado, pois era o que o seu pai fazia, até o feitiço se virar contra o feiticeiro e um dos fantasmas assassinar o seu pai. Assim, Cas sente que é o seu destino vingar a sua morte, indo a todo o lado procurar assombrações e acabar com elas, naquele que seria o treino para conseguir derrotar o que matou o seu pai. O início da história está brutal, e dei comigo a agradecer baixinho por não ler o livro sozinha em casa à noite - tem partes um bocadinho assustadoras, a que mais me agradou sendo uma em que Cas descreve um dos fantasmas que encontrou mas que ele julgava ser a mãe, e a forma como o fantasma lhe toca no braço ao passar por si na escada. Arrepiante!
O que tinha tudo para ser uma história maravilhosa depressa descarrilou quando aparece Anna.

"Ela é que nem o Bruce Lee, o Hulk e o Neo, de Matrix, todos misturados em um só."

Anna é um fantasma notável, e Cas vê-se obrigado a fazer amigos, e todos estes detalhes são desenvolvimentos muito interessantes, mas o rumo que a história levou... matou-a para mim. Foi uma desilusão enorme, das maiores que apanhei ultimamente, para dizer a verdade. Grande parte do livro acabou por perder a minha atenção, pois esperava algo que me fizesse voltar a ter medo de ler este livro à noite, e tal não aconteceu. Os arrepios do início do livro deram lugar a uma leitura em que só pensava no final para me despachar com aquilo.
O que não ajudou à festa foi o facto de Cas ser uma personagem estúpida.

"E, caramba, eu sou o sonho erótico de todo psiquiatra."

Extremamente aborrecido e tão... entorpecido. Parecia que fazia tudo mecanicamente, sem nenhuma emoção, e isso incomodou-me um pouco. Depois lá me fui habituando à sua maneira de ser, mas por essa altura já o livro tinha perdido o interesse. Vá lá que o final salvou o livro um bocadinho e trouxe alguns pormenores mais cativantes, como o que acontecia aos fantasmas depois da lâmina de Cas e a história de Anna, mas infelizmente já não foi a tempo de salvar a leitura a 100% para mim. Gostei do livro, mas, no geral, revelou-se uma grande desilusão.

Desconhecia a autora, Kendare Blake, mas sinceramente não fiquei a sua maior fã. E a sério, Kendare? O Tybalt?

No entanto, talvez vá ler o segundo volume. Talvez... apesar da desilusão, foi uma leitura minimamente interessante, e tenho esperança que agora haja de facto horror no virar de cada página.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Bout of Books 18 - O Adeus

Bout of Books
O Bout of Books acabou no Domingo, mas só hoje é que vos trago os resultados. Apesar de ter fugido um bocadinho ao meu plano inicial, acho que ainda assim tive uma boa prestação! Acabei por não fazer nenhum dos desafios, fosse por preguiça ou porque, simplesmente, esperava algo mais criativo e não tão básico.

Plano:

▪️ Começar a ler Príncipe Lestat, de Anne Rice, e talvez intercalar com A Senhora de Shalador, de Anne Bishop

O que eu fiz:

▪️ Comecei a ler A Senhora de Shalador e Perfeitas, de Sara Shepard, assim como acabei de ler Os Hóspedes, de Sarah Waters.

A Senhora de Shalador - 64 páginas
Perfeitas - 192 e-páginas
Os Hóspedes - 306 páginas

Portanto, apesar de ter alterado o meu primeiro plano... gosto dos meus resultados! 😀
E por aí, entre os participantes: como correu o vossos Bout of Books?

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Top Ten Tuesday #63

Imagem daqui

10 livros que queria ler em 2016 e adiei para este ano

O TTT desta semana não é bem este mas não gostei muito do mote desta semana... e assim posso continuar a explicar-vos um bocadinho mais dos meus planos de leitura para este novo ano.

A Voz (Ephemera, #0.5)Carrie, a Estranha

Os AdivinhosResultado de imagem para os filhos de anansi

The Originals: AscensãoO Amor é Vermelho (Nightsong Trilogy #1)

Resultado de imagem para um brilho no escuroPríncipe Lestat (The Vampire Chronicles, #11)

A seleção (A seleção, #1)Despertar (Once Upon a Time, #1)

E vocês, quais as leituras que adiaram?