Parceria com a Papiro Editora

janeiro 31, 2013

Mais uma boa nova!

Parceria com a Papiro Editora!

"A Papiro Editora surge em 2004, abrindo novas perspectivas a um conjunto de pessoas com gosto pela escrita, que procuravam afirmar-se no panorama literário português. É a primeira empresa a editar novos autores e conta já com um leque de cerca de 550 nomes até aos dias de hoje. 
O serviço que oferecemos vai muito além da mera impressão do livro. Na Papiro Editora propomo-nos a ver cada livro como um caso único, acompanhando todo o processo: desde a revisão, coordenação editorial, paginação e design gráfico, passando pela organização do lançamento, respectivas apresentações e sessões de autógrafos, promoção do livro e do autor junto dos órgãos de comunicação social, até à sua distribuição no circuito comercial, onde temos parcerias com as maiores cadeias do mercado livreiro de todo o país (Fnac, Bertrand, Bulhosa, El Corte Inglês, entre outras), assim como o disponibilizamos no nosso site de venda on-line (http://www.buknet.pt/) e outros. 
Até à data reunimos mais de 600 títulos e organizamos uma média de 300 eventos por ano, onde conseguimos contar com a presença de ilustres convidados. 
Editamos estórias de vida, livros infantis, poesia, ensaios, enredos policiais, monografias, romances ou peças de teatro que, de outra forma, não viriam a lume porque para nós, as palavras valem mais."

Podem visitar a editora aqui e aqui.


You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.