Às Quartas na Amazon #6

abril 03, 2013

Alguém por aí se interessa por obras biográficas? Dependendo da personagem, é um género que também me interessa muito. Hoje trago-vos alguns livros de teor biográfico, alguns em português.


The Memoirs of Victor Hugo


Robert Louis Stevenson: a record, an estimate, and a memorial


O Infante D. Henrique e a arte de navegar dos portuguezes


Suicida


Do You Dare?
de Tracey Cox

Michelle has always wondered what it would be like to sleep with another woman, but has been too shy to suggest it to her boyfriends. But when Michelle's new man starts talking dirty to her, she can't resist suggesting they turn their fantasy into reality. But how will her dreams of a threesome translate when played out in stark reality? This special free ebook, by international sex expert Tracey Cox, is just one example of what women dream about - and what happens when they dare to take what existed perfectly in their heads into the reality of their beds. Here is one couple's most incredible and intimate secret.


The Wright Brothers

Everyone knows the story of the Wright Brothers. Or do they? This biography conveys the well-known and the lesser-known facts about Orville and Wilbur's lives, and does so by weaving the biographical information into a wonderful story. The evocative illustrations combine with the storytelling prowess of Lewis Helfand to relate the Wright Brothers' joint biography in a way never done before.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.