terça-feira, 9 de abril de 2013

Novidades Esfera do Caos Abril


A partir de dia 19 de Abril, numa livraria perto de vocês, poderão encontrar as novidades da Esfera do Caos.


MULHERES PINTORAS EM PORTUGAL,
de VÁRIOS


São ainda raros os livros dedicados a mulheres artistas em Portugal.
Oferecendo-nos uma notável antologia visual, esta obra vem justamente contrariar essa escassez, reunindo um conjunto de estudos de referência resultantes de investigação realizada por especialistas e académicos prestigiados e que recuperam do esquecimento ou que interpretam e reinterpretam algumas das mais significativas pintoras portuguesas.

ENSAIOS 20 | PVP: 19,90€ | PÁGINAS: 312


O QUE A NOITE APRENDEU DO GATO,
de LUÍS MIGUEL ROSA


Forjada à luz de um inquietado olhar interior, esta obra revela as preocupações de um jovem poeta a viver no Portugal de hoje: a desconfiança acerca do futuro, a precariedade dos empregos, a armadilha da incerteza, enfim, a sedução do incontornável pessimismo que flui naturalmente da desventura quotidiana. Com efeito, o futuro, para este autor de 28 anos, já tem um letreiro a dizer proibido. Donde, o leitor não encontrará aqui esperança – sendo certo que isso não é motivo de preocupação.
Ao mesmo tempo, esta obra ilustra a derradeira convicção do poeta de que o eterno crisol da poesia é preservar o espanto pela outra experiência, resgatar o mistério adormecido da vida que ocorre entre as frechas do obliterante bulício diário, lembrar o ser humano do que o separa do musgo na pedra sem o fazer esquecer da essencialidade e contiguidade desse musgo.

FÁBRICA DE AUTORES 1 | POESIA | PVP: 10,90€ | PÁGINAS: 80


O TEU PULSO É UM DIA DE CHUVA,
de EUGÉNIO TRIGO


Eu sei
como esquecer-te e não to disse:
a primavera continuas a pô-la numa gaivota
ao fundo do quarto.
E quando me lês
sei que durmo ainda nos teus lábios.
E quando me vês
sei que corro ainda com estes
paraísos 
de incenso
que devolvo com algumas 
rosas

O autor é um dos mais originais e irreverentes poetas portugueses da actualidade. O livro «Angola: A lágrima dos sonhos» mostrava-o. Este, confirma-o.

O
largo
dos teus olhos é um punhal de ilhas adormecido
aos teus lagos numa sucessão
de mármores.
É um punhal de ilhas e devo voar
a todo o momento:
é um punhal do sono, e devo voar
ou ver-te num espelho retardado
do tempo.
É um punhal de ilhas, e devo voar
ou escrever-te sempre
com esses barcos que partem para
o luar
dos teus lábios

FÁBRICA DE AUTORES 2 | POESIA | PVP: 10,90€ | PÁGINAS: 80


ESTUDOS DE ALMA E CONCLUSÕES,
de CARLOS NUNO GRANJA


Um livro pode ser uma simples mensagem transmitida por sentimentos transformados em palavras. Ou pode ter várias mensagens numa única frase. Mas é com a poesia que as palavras adquirem verdadeiramente capacidade para transmitir os estados de alma, como se fossem estudos com as inerentes conclusões.
Estivesse este nosso mundo repleto de estudos de alma, práticos, sensíveis e consequentes, e a sociedade libertar-se-ia de pareceres e estudos demasiado técnicos e dispendiosos.
Os estudos de alma são permanentes e reutilizáveis, a qualquer hora, em qualquer lugar. Ao leitor, estimulam-lhe a reflexão, incentivando a busca interior e a definição do que também lhe vai na alma.

ESFERA CONTEMPORÂNEA 45 | POESIA | PVP: 11,90€ | PÁGINAS: 104


A TRAMA E O DRAMA,
de PAULO ASSUNÇÃO


Esta obra analisa com detalhe as intervenções e os escritos de Vieira naquela dimensão do seu pensamento que tem sido mais ignorada: a económico-política.

“Vieira revelou-se, ao longo da sua dedicação ao serviço de Portugal e do Rei Restaurador D. João IV, um homem com grande sentido de realismo político. Uma das suas grandes preocupações, abundantemente expressa nos seus escritos, era precisamente a angariação e multiplicação de recursos materiais para garan­tir o sucesso da independência de Portugal reconquistada a Espanha, assim como a recuperação e afirmação do seu império colonial contra as ambições imperialistas das novas potências europeias emergentes, particularmente a holandesa.
Paulo de Assunção, historiador brasileiro já consagrado por estudos de monta sobre os Jesuítas do tempo do Brasil Colonial, assumiu em boa hora o desafio de estudar com detalhe as intervenções e escritos de Vieira na esfera económico-política. Este projeto de pesquisa bem sucedido e fundado no estudo das fontes deu origem a uma tese de doutoramento defendida com mérito na École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris.”
José Eduardo Franco, Excerto do Prefácio

CIÊNCIAS DA CULTURA 4 | PVP: 19,90€ | PÁGINAS: 368


SOBREVIVER,
de MIGUEL ALMEIDA


Do Prefácio, assinado por Joaquim Pessoa:
“Esta é uma poesia que, mais que sugerir, diz. E também deixa claro que Miguel Almeida é um poeta que faz muita falta no panorama da literatura portuguesa, é uma voz carregada de individualidade colectiva e, por isso, não encontro significativos paralelos em rela­ção ao seu discurso. Já tinha ficado impressionado com o autor, quando há algum tempo adquiri e li de um fôlego o seu excelente Templo da Glória Literária, excepcional sob todos os pontos de vista (…). O autor revela-se, cada vez mais, um poeta de discurso sólido, criativo, empenhado perante a vida, com uma poesia que se pensa a si mesma e que pensa cada um de nós (…).”

ESFERA CONTEMPORÂNEA 46 | POESIA | PVP: 14,90€ | PÁGINAS: 176





Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada por comentares :)