terça-feira, 21 de maio de 2013

Athos - Viagem Dentro de um Peregrino, de Hélder Palhas - Opinião [Chiado]

Athos - Viagem Dentro de um Peregrino

Título: Athos - Viagem Dentro de um Peregrino
Autor: Hélder Palhas
Editora: Chiado Editora
Ano de Publicação: 2012
Número de Páginas: 311

Esta foi uma leitura muito especial. Sendo eu rapariga, ler sobre um sítio que está interdito a qualquer fêmea é sem dúvida uma... tortura. Ainda estava na esperança de não gostar do sítio em questão, mas falhei redondamente. É uma viagem muito, muito bonita. 

É um livro com uma leitura extremamente fácil: estamos a ler uma espécie de diário, as memórias de uma viagem, escritas sem grande floreado, simples e directas. Com uma dose de humor e até algumas críticas à sociedade, aqui e ali... O livro divide-se em quatro capítulos mais um, no qual Hélder Palhas nos conta as suas aventuras, desde a saída de casa até à volta. Vamos passear com o autor, que nos presenteia com uma série de fotografias dos sítios que passa. Pessoalmente, gostei mais da parte final da viagem, Lavra e Karyes. Pelas fotografias, foi a que me cativou mais, e a que me suscitou mais curiosidade. Curiosidade essa que apenas poderei satisfazer lendo este Athos ou algo semelhante, pois nunca poderei lá por os pés.
Somos constantemente espicaçados pelas palavras de Hélder. Queremos estar lá com ele, ver o que o autor vê, sentir o que sente, viver o que vive. Desde as tarefas mais insignificantes, como a simples compra de um bilhete, até às mais interessantes, como a subida ao monte, nós queremos fazer parte de tudo.

Fiquei com pena que a viagem fosse tão curta. Sinceramente com pena! Queria saber mais e mais sobre o Monte Athos. O autor, para além de uma viagem física, leva-nos numa viagem no tempo, mostra-nos uma civilização que parece ter ficado suspensa entre eras, com os seus segredos e hábitos, e todos nós ficamos com vontade de conhecer os seus costumes e perceber a sua maneira de viver. Hélder Palhas fecha o livro com a promessa de lá voltar, e eu fico à espera que escreva um novo livro sobre o Monte Athos.

O que me levou a não gostar deste livro a 100% foram as fotografias, que são a preto e branco. Eu compreendo que são muitas, e que a impressão do livro com as fotos a cor poderia custar muito. E também compreendo que as mesmas fotografias estão como foram tiradas na página do Facebook, mas isso não faz com que, durante a leitura, eu tenha tido acesso imediato a elas. Havia algumas que eu não percebi mesmo nada do que lá estava, e outras em que percebia mas ficava a saber o mesmo. Portanto, a todos os que irão ler o livro, não se esqueçam de passar na página do Facebook e dêem uma vista de olhos aos álbuns. Não só ficam com uma ideia do que vão ver, como irão certamente ter a vossa curiosidade bem aguçada! Para além das fotografias, esta página vai fazer-vos rir, pois vão encontrar o Athos nos mais diferentes sítios!
Uma das fotografias que mais gostei foi esta: 

 
"Não resisto em tirar uma foto ao eremita maravilhado com o ecrã táctil e o preenchimento automático que faz das palavras romenas que vai escrevendo."

Leiam este livro. Os livros fazem-nos viajar? Sim. E Athos - Viagem Dentro de um Peregrino faz isso, quase literalmente.

3 comentários :

  1. Olá,

    Bem fiquei curioso com esta demanda do escritor, deve ser uma leitura bastante rápida e agradável, vejo que recomendas :)

    Bjs e continuação de boas leituras :D

    ResponderEliminar
  2. Olá!

    Realmente é um livro mesmo muito interessante, aconselho-te a ler! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada por comentares :)