Desafio 30 Dias, 30 Cartas - Dia 7 - Carta para o teu ex-Namorado/Amor

maio 09, 2013


Terça-feira, 7 de Maio

Querido Amor,

Lembraste de mim? Sou a Clara. Por favor, antes de colocares a carta de lado, por favor lê. É a tua vida que está em perigo.
Primeiro, deixa-me explicar-te uma coisa. Eu sei que se diz por aí que fugi com alguém... mas é mentira. Estou mais perto do que qualquer pessoa possa pensar, e no entanto nem desconfiam. Sabes aquele guarda da tua ala, o Artur? Sou eu. Estava farta da minha vida e decidi esconder-me vestindo a pele de outra personagem inventada por mim. Ninguém desconfia de nada e é com grande aflição que te desvendo este segredo; por favor, nunca repitas estas palavras.
Recebi uma carta e uma quantia como nunca pensei algum dia vir a possuir, com uma única condição: matar-te. Não sei quem é o autor de vil pedido, apenas vem assinada com um F. Por favor, tem cuidado. Da minha parte não será levantado um dedo contra ti, mas tenho pouco tempo para pensar como vou sair desta situação e o que vou fazer.

Para sempre tua,
Clara

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.