A Ler: A Very Scandalous Holiday, Vários [ARC]

setembro 15, 2013

A Very Scandalous Holiday
Título: A Very Scandalous Holiday
Autoras: Nancy Fraser, Sophia Garrett, Amber Lin & Crista McHugh
Editora: Entangled Publishing
Ano de Publicação: (Outubro) 2013
Número de Páginas: 323

Erin’s Gift by Nancy Fraser
Chicago 1920
Widower, Seth Harrison, has no intention of falling in love again but will he be able to resist the sweetness of his son’s nanny, Erin O’Mara—his sister’s best friend?

An Eternity of You by Sophia Garrett
England 1833
The Duke of Sharrington left Rebecca with more than a broken heart six years ago—he left her with a son. His return rekindles their passion, but only a Christmas miracle will convince the town surgeon to believe in his promises of eternity again.

Letters at Christmas by Amber Lin
England, late Regency
After three years at sea, Captain Hale Prescott has the means to marry the love of his life and his best friend’s sister, Sidony Harbeck. However, she might never speak to him again. Despite their whispered adolescent promises, he never wrote her a single letter…at least, none he ever sent.

Eight Tiny Flames by Crista McHugh
1944 Ardennes, WWII
Lt. Ruth Mencher has always secretly admired Capt. Joseph Klein, but it takes the lighting of a Hanukkah candle to uncover the spark of mutual attraction. Each night awakens a new facet of their relationship, but as the Battle of the Bulge begins, the approaching Nazi forces threaten to tear them apart.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.