A Chiado Convida...

novembro 30, 2013

Hoje, 30 de Novembro

A sessão de lançamento do livro "Memórias a Mil Vozes", dos autores Albertina Vaz, Conceição Cação, Dores Picado Topete, Fernanda Reigota, José Luís Vaz, Júlia Sardo Maria Jorge terá lugar no Museu de Aveiro, hoje, pelas 16h.

A obra "Funâmbulos", de Luiz Guilherme Romancini será apresentada hoje, pelas 16h na Livraria Les Enfants Terribles, em Lisboa.

Carolina Zeferino Arruda apresenta o seu livro "Laura", na Igreja de São Vicente, em Évora, hoje, pelas 16h30.

Hoje será apresentado no Beira Mar Atlético Clube de Almada, pelas 15h o livro "Dançando ao Vento com os Espíritos", de João L. Bento.

A sessão de apresentação da obra "Mirabilia", de Maria Teresa Meireles terá lugar na Escola Básica Integrada da Brejoeira, em Azeitão, hoje pelas 16h30.

A Biblioteca Municipal da Póvoa de Galega acolhe hoje, pelas 15h30 a sessão de lançamento do livro "A Cegonha que sabia tudo sobre Água", de Joana Santos e Pedro Moura.

Este sábado será lançado na Livraria Les Enfants Terribles, em Lisboa, pelas 17h30 a obra "Rosas, para Ti, Mamã!", de Katia Sobral.

A sessão de lançamento do livro "A Nobreza do Poder Local Democrático", de Diamantino Bártolo terá lugar no Auditório da Biblioteca Municipal de Caminha, hoje pelas 16h.

Hoje será apresentado na BookIt Fórum Sintra, pelas 16h o livro "A Renascida", de Madalena Silva.

O Salão Nobre da Junta de Freguesia de Chancelaria acolhe hoje, pelas 16h, a sessão de lançamento do livro de Kevin - As Aparências Iludem.

A sessão de lançamento da obra "Poemas? Talvez...", de Marlene Limpo terá lugar no Castelo de Moura hoje, pelas 16h.

Este sábado será apresentada na BookIt Ferreira Borges, pelas 17h a obra "A Senhora Duquesa e o Pagem", de Maria Paulo Anastácio Gonçalves.

Hoje terá lugar no Plano B - Sala Palco, no Porto, pelas 17h a sessão de lançamento do livro "De Corpo e Alma...", de Cristina Rocha.

O Castelo de Alter do Chão acolhe, hoje, pelas 17h a sessão de lançamento da obra "Os Doze Melhores", de Luís Marques.

Amanhã, 1 de Dezembro

O livro "Memórias a Mil Vozes", de Albertina Vaz, Conceição Cação, Dores Picado Topete, Fernanda Reigota, José Luís Vaz, Júlia Sardo e Maria Jorge será apresentado, este domingo, pelas 16h na Bertrand do Fórum de Aveiro.

A obra "Motivação - A Chave para a Vitória", de Alexandre Carvalho será apresentada no dia 1 de Dezembro, pelas 17h no Sítio Pêniel, no Bairro do Petim.

Maria do Céu Mascarenhas apresenta, no próximo dia 1 de Dezembro, pelas 18h, na Livraria Les Enfants Terribles, em Lisboa a sua obra "Rosa no País das Flores da Luta".

A sessão de lançamento do livro "Emoções em Conflito", de Rolando Guedes de Faria terá lugar no Clube de Tenis de Guimarães, no dia 1 de Dezembro, pelas 16h.

A Livraria Les Enfants Terribles, em Lisboa acolhe, este domingo, pelas 16h30 a sessão de lançamento da obra "Ainda bem que não levei o guarda-chuva", de Maria Calderón Pimentel.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.