Poisoned Web, de Crista McHugh [Divulgação]

novembro 12, 2013


O destino de um império depende de uma escrava, se quebrar o seu silêncio...

Enquanto o Império Deizian se prepara para o casamento entre o Imperador Titus Sergius Flavus e Azruha, um mistério continua por resolver - a súbita e inexplicável morte do imperador anterior. Como presente de casamento para Titus, Azurha quer dar-lhe respostas. Ela suspeita que um veneno desconhecido tenha estado envolvido, e a sua procura da verdade atrai dois aliados improváveis.

A sede de conhecimento de Modius Varros causou um alvoroço em Emona há três anos atrás e exilou-o para a fronteira da cidade de Madrena. Mas quando Titus é vítima do mesmo veneno, o conhecimento de Modius de medicina torna-se essencial para resolver tanto o enigma da morte do antigo imperador como para salvar o actual. A sua pesquisa leva-o para os lugares longínquos do reino de Alpirion, uma cultura anciã envolta nos seus segredos, e para os braços de uma escrava que deverá quebrar o seu silêncio para salvar o império.

*******************************

O livro encontra-se à venda na sua língua original, inglês, tanto no formato físico como digital. Até dia 17 de Novembro, encontra-se a um preço especial, $0.99. Em formato digital podem encontrá-lo na Amazon, Barnes & Noble, Kobo e Apple; em formato físico na Amazon, Barnes & Noble, BooksAMillion e Book Depository.

Podem ainda encontrar um giveaway neste link, com dois prémios: um gift card da Barnes & Noble no valor de $25 ou uma das três cópias autografadas de Poisoned Web. Não consigo garantir que o giveaway esteja disponível para Portugal, mas não encontrei nenhuma afirmação em contrário. Eu participei, afinal não custa nada :) E podem participar uma vez por dia!

*******************************

Para terminar, deixo-vos aqui alguns excertos de Poisoned Web: Capítulo 1 e Capítulos 2-4.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.