sábado, 23 de novembro de 2013

Um Conto, Um Ponto #7: A Outra Mulher, de Sherwood Anderson

Contos Amores (Biblioteca de Verão JN 2011, #20)
Título: A Outra Mulher
Autor: Sherwood Anderson
Editora: Rosto Editora
Ano de Publicação: 2011
Número de Páginas: 12

"-Eu gosto da minha mulher - disse ele, numa observação supérflua porque eu não pusera em dúvida seu amor pela mulher com quem se casara. Andámos durante dez minutos e ele tornou então a repetir a frase. Voltei-me para encará-lo. Voltou a falar e contou-me a história que neste momento procuro narrar."

Assim começa A Outra Mulher, um pequeno conto de uma aventura amorosa que um homem levou a cabo pouco antes do seu casamento, mas sempre insistindo e reforçando o quanto gostava da sua actual mulher. É sem dúvida uma história interessante, mas quanto a mim, falta-lhe ali alguma coisa mais. Talvez mais emoção, ou mais apego relativo à história. Fiquei sem a ideia ao certo do que aconteceu com a outra mulher, e temo não ter percebido na totalidade o rapaz que se aventurou para lá da sua relação. Fiquei mesmo com a ideia de que o discurso, contado por outra pessoa, era um pouco incoerente, de um parágrafo para o outro havia uma espécie de corte de ideias, num momento fala da outra mulher como a seguir fala do quanto gosta da sua esposa. Torna-se um pouco confuso e quase insano, como se houvesse um sentimento de culpa muito grande, ou uma tentativa de convencer(-se) a sua atitude e sentimentos. Concluindo, não percebi completamente o conto: afinal o rapaz sente remorsos, saudade, alegria, nostalgia, ou seja o que for, do que o que quer que tenha acontecido?

Apesar da minha indecisão, este conto é facilmente aconselhável, quanto mais não seja para tentar perceber o que outros leitores pensam acerca da história. O autor em si, Sherwood Anderson, parece-me um bom escritor, mas nada mais conheço seu. A Outra Mulher está inserido num pequeno livro de contos, de uma colecção que o JN fez há dois anos atrás e retomou este ano, sendo portanto fácil de encontrar. A quem já leu este conto... o que acharam? Partilham da minha incompreensão ou conseguiram chegar ao cerne da questão?

Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada por comentares :)