Os Melhores de... Janeiro

janeiro 31, 2014


Com o mês de Janeiro a chegar ao fim, está na hora de eleger os melhores deste mês. Foi um bom início do ano, com nove livros lidos! Podem ler as opiniões a cada um clicando no nome de cada livro, à excepção dos contos, pois nem tudo foi publicado.

Contos Fantásticos, de Vários Autores

No entanto, é complicado escolher as melhores leituras deste mês. Pelos mais variados motivos:

* Marion Zimmer Bradley é uma das minhas escritoras de eleição e A Senhora da Magia superou tudo o que eu esperava.
* Tanto Sara Reis como Keri Arthur me surpreenderam imenso pela boa fantasia que me proporcionaram.
* Bram Stoker e Sir Arthur Conan Doyle sempre foram escritores que eu aprecio, e estes dois livros são muito bons.
* Foi um prazer conhecer a escrita de Carina Portugal, de quem tão bem ouvia (lia) falar.
* E os restantes autores, Rui Serra, Elizabeth Bowen, William W. Jacobs e Walter Scott, foram também uma boa aventura.

Concluindo, este mês é-me impossível escolher o melhor dos melhores, seja livro ou autor, sem pelo menos mencionar todos os outros. Mesmo assim, a minha escolha tem de recair sobre...


A minha Marion Zimmer Bradley, com o seu fantástico primeiro volume de As Brumas de Avalon. Pelo quanto a escritora me é querida, por tudo o que o livro me fez sentir, sem dúvida que A Senhora da Magia e a sua autora levam o prémio este mês.

E agora, o que me espera Fevereiro?

You Might Also Like

2 comentários

  1. Viva,

    Eis tanta coisa lida em janeiro e eu que me excedi com 5 livros vejo que lestes 9 vai lá vai, estás em forma :D

    Bem a ver se depois vejo melhor os comentários aos livros, mas compreendo a tua dificuldade em eleger o melhor, mas digo-te está bem entregue o prémio ADORO as Brumas de Avalon ;)

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso, li 10, porque Os Anjos Morrem das nossas Feridas foi lido ainda dia 31, mas foi depois de ter publicado este post :)

      Tinha de ser entregue à MZB. Os outros podem ser bons mas... As Brumas de Avalon, a continuarem assim, facilmente entrarão no meu top de sagas :)

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.