Maratonas Literárias Viagens (In)Esperadas: Desafio 3

fevereiro 20, 2014

"DESAFIO 3
Que personagem serias do livro que estás a ler ou que já leste para a maratona?"

Este desafio foi uma sugestão de uma das meninas da maratona, a Cláudia Oliveira. Ora bem, pensando nas personagens... No livro Duas Gotas de Sangue e um Corpo para a Eternidade, gostei das duas irmãs mas tendo em conta a história, nããão, não queria ser nenhuma delas! A Noiva... foi um conto que pouco me disse, portanto nenhuma. Dos que estou a ler de momento, The Black Death e A Dama do Cachorrinho e Outras Histórias, ainda não encontrei nenhuma personagem que me apaixonasse. Portanto, volto às minhas queridas Brumas, e à minha amada Morgaine.

Morgaine! É a minha escolha! Adoro-a enquanto personagem, a personalidade dela cativa-me. E depois a sua história (menos a noite com O-Dos-Chifres), o misticismo e magia à sua volta... Só podia ser a minha escolha!

You Might Also Like

2 comentários

  1. Viva,

    Já conheci a persoangem em várias formas, mas penso que a criada pela MZB é sem duvida a melhor, muito bem desenvolvida e com grandes responsabilidades...e vais ter uns KOS interessantes ;)

    Bjs

    ResponderEliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.