sábado, 8 de fevereiro de 2014

World Wide Livro #3: Contos de Fadas dos Irmãos Grimm para Crianças Detestáveis

1. Barba Azul


Barba Azul era um rico aristocrata, assustador por ser muito feio, com uma horrível barba azul. Ele já se tinha casado seis vezes mas ninguém sabia o que tinha acontecido com as esposas, que desapareceram. Quando o Barba Azul visitou um de seus vizinhos e pediu para casar com uma das suas filhas, a família ficou apavorada. O Barba Azul acabou por convencer a filha. Os dois casaram-se e foram viver no castelo do nobre.
Pouco tempo depois, o Barba Azul avisou que iria viajar por uns tempos; ele entregou todas as chaves da casa para sua esposa, incluindo a de um pequeno quarto que ele a havia proibido de entrar. Logo que ele se ausentou, a mulher começou a sofrer de grande curiosidade sobre o quarto proibido. Ela contou à sua irmã que a convenceu a entrar no quarto. Ao satisfazer assim a curiosidade, ela descobriu o macabro segredo do marido: o chão do quarto estava todo manchado de sangue, e os corpos das ex-esposas do Barba Azul estavam pendurados na parede. Apavorada, ela trancou o quarto, mas não viu que o sangue havia sujado a chave.
Quando o Barba Azul retornou, ele percebeu imediatamente o que sua esposa tinha feito. Cego de raiva, ele ameaçou-a, mas ela conseguiu escapar e trancar-se junto da irmã, na torre mais alta da casa. Quando o Barba Azul, armado com uma espada, tentava derrubar a porta, chegaram dois irmãos das mulheres. Os irmãos mataram o nobre enlouquecido e salvaram suas parentes.
A mulher do Barba Azul ficou com a fortuna do marido morto: com parte do dinheiro, ela ajudou sua irmã a casar com seu amado; outra parte ela deu aos seus irmãos. Ela guardou o dinheiro restante, até se casar com um cavalheiro que lhe fez esquecer do suplício que passara.

Leiam aqui (em português)

2. The Jews Among Thorns


Um rapaz compra um violino mágico, que leva quem o ouve a dançar sem parar. O rapaz não perde tempo a procurar um judeu, que simplesmente se chama O Judeu, e usa o violino para o forçar a dançar num arbusto cheio de espinho. Obriga o Judeu a dar-lhe o seu dinheiro e depois foge.
O Judeu vai à polícia, e o rapaz é condenado à forca. Mas enquanto está à espera, toca o seu violino, e todos começam a dançar, perdoando a condenação do rapaz, que obriga o Judeu a confessar ter sido ele a roubar o dinheiro. O Judeu, para não ter mais de dançar, assim o faz, e é ele enforcado.

Leiam aqui (em inglês).

3. The Robber Bridgegroom


Uma jovem decide fazer uma visita surpresa ao seu noivo, indo até à sua casa. Mas ele não está em casa, e aparece uma velhinha, a dizer-lhe que o seu noivo é um canibal assassino que come jovens mulheres.
A velhinha esconde então a jovem até o seu noivo voltar, com uma rapariga aterrorizada, que ele mata e come. A jovem noiva foge e acaba por convidar o noivo para um jantar em casa do seu pai, onde o rapaz é preso.

Leiam aqui (em inglês)

4. The Juniper Tree


Um rapaz aceita uma maçã da sua perversa madrasta, que o manda ir buscá-la a um baú. Assim que o rapaz se debruça para a ir buscar, a madrasta fecha a tampa, cortando-lhe a cabeça.
Depois, a madastra cozinha o corpo e dá-o de comer ao pai do rapaz. No entanto, o rapaz reencarna num pássaro e do céu manda uma pesada pedra à cabeça da madastra.

Leiam aqui (em inglês)

5. The Poor Boy in the Grave


Um órfão é enviado para um casal rico, que o espanca e faz passar fome. Ele decide matar-se, mas confunde vinho e mel com veneno, ficando desorientando, e caíndo num túmulo, até morrer.

Leiam aqui (em inglês)

Traduzido e adaptado daqui e da Wikipedia

Eu já tinha lido algures que os contos de fadas não eram tão cor-de-rosa como crescemos a acreditar... E estes são, certamente, bem negros!

4 comentários :

  1. Olá,

    Acho que há uma raposa de nome São Bernardes que vai adorar ler este teu post, que giro, pena estar quase tudo em Ingês, mas pronto quem poder que aporveite :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
  2. Olá Nádia
    Há relativamente pouco tempo, tive aulas, na minha formação de contadora de histórias, com um professor que é um contador fantástico Rudolfo Castro e que fez em tempo uma pesquisa sobre as origens dos contos de fadas.
    E de facto são bem negras....
    Contou-nos algumas histórias como a Bela adormecida, a branca de neve entre outras menos conhecidas e só queria que visses algumas das caras das minhas colegas de curso (sem ofensa, mas são professoras pouco habituadas a humor negro) !!
    Gostei do teu comentário :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São,

      É verdade, a origem é muito sombria mesmo! Eu lembrei-me de as mencionar, mas como é mais ou menos sabido, preferi ficar-me por estas, que acho que não sofreram grandes embelezamentos :)

      Beijinhos e obrigada pela visita :D

      Eliminar

Obrigada por comentares :)