World Wide Livro #8: Livros Preferidos de Alguns Famosos Pt. II

março 15, 2014

Como podem ver pelo título, este WWL é a continuação de um anterior, logo no primeiro dia de Março. Para não ser tão repetitivo, preferi deixar uma semana pelo meio, mas agora chegou o momento de cuscarmos mais um pouco dos livros preferidos de algumas celebridades.

Morrissey
 

Drew Barrymore

Steven Spielberg

Chevy Chase

Will Smith

Alec Baldwin

Gordon Brown

Gary Lineker

Emma Thompson

Rob Brydon

Steve Coogan

Martin Sheen

Sir Michael Caine

George Clooney

James Nesbitt

Dermot O'Leary

Tom Clancy

Kate Winslet

Stephen King

Barack Obama

E assim acaba estas curiosidades. Mais alguma surpresa esta semana?

You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá,

    Interessante e confesso que assi de repente não li nada do que aqui está embora queira muito ler Por Favor não Matem a Cotovia e tenho Homero por ler.

    Boa rubrica sem duvida :)

    Bjs e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hehehe deixa lá amigo, eu também nunca li nenhum destes, embora tenha vários na lista a ler :) Obrigada pelas tuas sempre visitas :D

      Beijinhos e uma boa semana!

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.