domingo, 6 de abril de 2014

Sempre, de J.M. Darhower - Opinião [ARC]

Sempre (Forever, #1)
Título: Sempre
Série: Forever Series
Autora: J.M. Darhower
Editora: CreateSpace
Ano de Publicação: 2014
Número de Páginas: 530

A leitura deste Sempre começou como muitas começam: "vamos ver o que sai daqui". Não houve nada em específico que me fizesse suspirar pelo livro, e cheguei mesmo a considerar em cancelar o pedido do livro à NetGalley (mas ainda não aprendi como isso se faz). O cúmulo dos cúmulos foi que o pedido foi aceite muito pouco tempo antes do livro ser publicado, o que não me dava tempo para ler tudo decentemente a fim de escrever uma opinião correcta. Assim sendo, li-o com calma, muita calma... E depois de o ler, posso afirmar que felizmente não soube cancelar o pedido. Sempre é sem dúvida das melhores leituras do primeiro trimestre de 2014!

A história gira em torno de dois jovens, Haven e Carmine. Haven nasceu escrava, a sua mãe foi violada pelo seu mestre e nasceu Haven. Entretanto foi comprada pela família DeMarco, onde conhece Carmine, o filho mais novo de Vincent DeMarco, o seu novo mestre. Haven é, claro, uma pessoa com graves danos, e Carmine, apesar de ter o mundo aos seus pés, por outros motivos é tão danificado quanto Haven. Entre estes dois nasce um amor que os pode curar, mas depois várias revelações põem em causa o seu futuro. Carmine é o herdeiro da Máfia, desejado pelo seu padrinho e protegido a todo o custo pelo seu pai, e Haven... quem é na verdade Haven?
Não há palavras para descrever o quão bela é a história de amor entre Haven e Carmine. A maneira como ambos se aproximam, embora um pouco repentina, evolui para uma das relações mais bonitas que alguma vez li. São um casal adorável, a ingenuidade de Haven a colidir com a agressividade de Carmine, mas juntos... até eu, enquanto leitora, senti borboletas no estômago. É uma história de sonho, com os seus altos e baixos, mas maravilhosamente imaginada e contada. Ao lado da história de amor, temos um mundo completamente oposto, repleto de intrigas, vingança e crueldade. O tráfico humano, bem patente no livro, não é contudo demasiado aprofundado, e J.M. Darhower conseguiu resolver bem a situação. O mistério da morte da mãe de Carmine e sobre quem é na verdade Haven vão deixando o leitor cada vez mais embrenhado na história, cada vez a querer saber mais e descobrir o porquê de Carmine ser assim, ou Haven ser mantida em segredo.
A autora fez um trabalho fantástico também com as personagens. Grande parte do livro é dedicada às diferentes personagens, a forma como se relacionam entre si e como se relacionam com o mundo, e fazem-nos constantemente pensar quem é o bom da fita e quem é o mau da fita. Quem tem motivos para ser mau, quem tem motivos para ser bom. Dominic DeMarco, o filho mais velho, apesar de ter um papel pequeno na história conquista-nos facilmente com a sua doçura. Vincent DeMarco, um homem atormentado pelos seus próprios demónios, provoca em nós uma série de sentimentos díspares, mas torna-se absolutamente necessário para o equilíbrio da história. A forma como Carmine trata Haven, em italiano - é de qualquer rapariga se derreter. Tanto Haven como Carmine são tão especiais e apaixonantes que, quando chegamos ao final do livro - e que final! - não nos queremos separar deles. O restante livro vai construindo uma tensão genial, que culmina de forma rápida e que nos faz querer ler mais.
J.M. Darhower mostra também um lado sombrio com algumas mortes que vão decorrendo ao longo da acção. Algumas despedaçam-nos o coração, outras fazem-nos secretamente felizes pois sentimo-nos vingados.
Sempre torna-se, assim, uma história de amor intenso, esperança e sacrifício, quando no final Carmine tem de tomar a decisão que irá mudar a sua vida, se quiser salvar Haven.

“Colpo di fulmine. The thunderbolt, as Italians call it. When love strikes someone like lightning, so powerful and intense it can’t be denied. It’s beautiful and messy, cracking a chest open and spilling their soul out for the world to see. It turns a person inside out, and there’s no going back from it. Once the thunderbolt hits, your life is irrevocably changed.”

Infelizmente, é mais um livro que não se encontra traduzido para Português, mas para quem puder, leiam o original. Recomendo vivamente, e preparem-se para se apaixonar por dois jovens que contagiam o leitor com o seu amor e tragicidade. Agora, mal posso esperar para ler a sequela, Sempre: Redemption, e saber o que acontece a Haven e Carmine.

4 comentários :

  1. Bem.. gostei tanto da review que fiquei curiosa para ler :) gosto deste tipo de histórias :) Obrigda pela opinião sincera.
    * maryredhair *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e palavras querida Mary :) Eu normalmente nem sou grande fã de romances que envolvam Máfias e coisas assim, mas este... conquistou-me por completo :)

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Opa, depois desse texto apaixonante, vou conferir mesmo em inglÊs. obrigada.

    ResponderEliminar

Obrigada por comentares :)