TAG Era uma vez... a Primavera

abril 23, 2014



Retirado do blogue da Catarina e bla bla bla... :) Já queria responder a esta tag há algum tempo, mas por uma questão de falta de oportunidade, ainda não o tinha feito. Daqui de caminho estamos no Verão e eu ainda com a tag por responder! Vá lá que o tempo tem andado instável e ainda dá para manter alguma surpresa :)

1) Olha para a janela. Como está o tempo hoje?
Ao bocadinho podia jurar que estava a chover mas não... está estranho. Muita luz mas uma temperatura um bocadinho fria.

2) Em que local costumas ler durante esta estação?
Nos mesmos sítios de sempre. A única diferença é que nas tardes em que está sol já se pode ler numa esplanada, ao contrário do Inverno.

3) E qual seria o lugar perfeito para ler na Primavera?
Na minha futura casa de férias na Irlanda :)

4) Quando pensas em Primavera qual é a primeira coisa que te vem à cabeça?
Flores.

5) Encontra um livro com aquilo que te veio à cabeça na questão anterior na capa!
Wildwood Dancing. Não é propriamente flores mas toda a capa grita Primavera

6) Encontra algo primaveril que não seja um livro na tua estante.
Isto era uma espécie de ambientador de lavanda, mas eu gostei tanto das flores que mesmo já estando seco, mora na estante.

7) Qual o livro que achas que vais mesmo comprar durante estes meses?
Comprar não sei, mas ler sei, porque tenho planos de leitura :) A Ilha de Melquisedech, As Gotas de um Beijo, The Last Priestess...

8) Recomenda um livro (que já tenhas lido) ideal para ler nesta época do ano.
Um livro para esta altura do ano... Ao passar os olhos na estante só me ocorrem boas escolhas para o Verão! Duas Gotas de Sangue e um Corpo para a Eternidade, de Carina Portugal.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Ois,

    Bem isto é que foi uma leva de tags sim senhor e gostei desta, não sabia que ias ter casa de férias na Irlanda, parabéns :D

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hehehe eu hei-de ter! Não sei quando, mas um dia xD

      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.