A Ler: O Filho das Sombras, de Juliet Marillier - Sinopse

junho 15, 2014

O Filho das Sombras (Trilogia de Sevenwaters, #2)
Título: O Filho das Sombras
Título Original: Son of the Shadows
Série: Sevenwaters
Autora: Juliet Marillier
Editora: Bertrand
Ano de Publicação: 2002
Número de Páginas: 462

As florestas de Sevenwaters lançaram o seu feitiço sobre Liadan, a filha de Sorcha, que herdou os talentos da mãe para curar e penetrar no mundo espiritual. Os espíritos da floresta avisam-na de que, para que as ilhas sagradas sejam reconquistadas aos Bretões, Liadan deverá permanecer em Sevenwaters.

A Irlanda está agora em guerra, e as suas costas são assoladas por atacantes. Entre os inimigos há um que se destaca: o Homem Pintado, que granjeou uma reputação terrível de mercenário feroz e astuto, e que espalha o terror por onde quer que passe.

Ao regressar a casa, Liadan é capturada pelo Homem Pintado. Porém, este acaba por se revelar bem diferente da lenda, e apesar da antiga profecia que a obrigava a permanecer em Sevenwaters, a jovem sente-se atraída por ele. Mas poderá ela viver o seu amor sem que a maldição recaia sobre Sevenwaters?

You Might Also Like

6 comentários

  1. Ois,

    Espero que gostes, eu adorei :D

    Se vires um nome fiacha sou eu :P

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já li este livro, mas foi há cerca de dez anos atrás... mas estou a gostar tanto como se fosse a primeira vez :D

      Beijinhos

      Eliminar
  2. O livro da autora que mais gostei até agora :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso na altura em que o li, há cerca de dez anos atrás, lembro-me que da trilogia foi o que menos gostei... Mas desta vez chorei tanto ao ler :P Acabei ontem! ^_^

      Eliminar
    2. Eu li-os pela primeira vez este ano e este foi o que mais gostei. Agora deixou de ser uma trilogia e há mais livros com Sevenwaters como pano de fundo. Tenho imensa curiosidade! Beijinhos

      Eliminar
    3. Eu também, e tenciono ler os restantes ainda este ano, mas tenho um bocado de receio de não gostar da continuação da trilogia, tendo em conta o quão especial ela foi, e é, para mim.

      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.