Book Blogger Hop #10

agosto 21, 2014


Quantas estantes tens, e como as organizas?

Este BBH é do início de Agosto, mas gostei mais deste tema do que o desta semana, portanto aqui fica. Para além do mais, sempre vos quis falar das minhas estantes, mas nunca surgiu propriamente o momento certo, até agora!
Todas as estantes estão no meu quarto.


Esta é a estante principal, e onde eu já desisti de encatrafiar mais livros. É também a que mais gosto, claro! Na primeira fila tem os livros mais antigos, alguns com 30, 40 anos. A seguir, era suposto serem os meus livros preferidos de sempre, mas por questões de espaço já não pode ser assim... Mas estão lá os nomes, Juliet Marillier, Oscar Wilde, Marion Zimmer Bradley, Anne Bishop, e outros. Na fila do meio, tenho os livros mais pequeninos, metade deles em Português e a outra metade em Inglês. Nas duas últimas filas vêm livros variados, mas que merecem um lugar na estante principal! A última fila é constituída, na maior parte, por livros oferecidos por editoras. Aqueles dois montinhos ali ao canto são duas colecções da Loja do Jornal que não sei onde meter, ainda não encontrei um sítio satisfatório.


Este móvel e a estante ao lado não são propriamente habitados por livros meus, mas por vezes, entre uns e outros, lá surge algo meu. Aqui na fila à esquerda, de cima para baixo: livros e obras do Arquitecto Fernando Lanhas; depois duas filas de livros do meu namorado, sobre música, arte, fotografia, etc.; logo a seguir outra vez duas filas, com dicionários, um livro meu em alemão!, outros técnicos e acho que até se encontrarão alguns infantis; por fim, quatro livros meus, clássicos. No final do móvel tem mais um quadradinho com livros, que é metade meu e metade do meu namorado, e que não sabia onde meter. Debaixo da televisão tem também uma série de livros, livrinhos e revistas de culinária.
A estante ao lado do móvel está cheia de livros de banda desenhada e alguns infantis, a maior parte do que ali está é do rapaz.


Por fim, o último canto que fui desencantar esta semana para guardar livros. Aqui ficam as duas colecções do George Martin, a que saiu no ano passado (e sim, aos mais atentos falta ali um livro, que é o que estou a ler agora e se repararem está na primeira fotografia ^^) e a que está a sair este ano, da qual me faltam o livro da semana passada que me esqueci de ir buscar e o de hoje, e que tenciono ir buscá-los logo à noite. Mais três livros habitam ali, pois esses três desgraçados não cabiam em mais buraco nenhum, e assim ali ficaram.

E pronto, aqui ficam as minhas estantes! Espero que tenham gostado desta pequena viagem, apesar de não ter falado muito acerca da organização... talvez isso fique para uns quantos posts futuros, explorar as estantes :)

E vocês, como se organizam?

You Might Also Like

6 comentários

  1. Tenho 5 estantes no quarto (uma delas ainda está vazia, mas aceito doações), e duas na sala. Por norma organizo os livros por colecção , e depois por autor. Em colecções como a Via Láctea, organizo pelo nº, já que ele está bem expresso na capa. Em colecções como a Bang! organizo por autor. Se não houver colecção bem definida, organizo ou por Editora, ou por autor, se tiver vários do mesmo autor (tenho os da Juliet Marillier todos juntinhos).

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu a nível de organização, para além de autores, normalmente é por tamanho e preferência :P

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Viva,

    Bem belas estantes tens ai eheh, por estes lados é o caos, mas vindo de homens é o normal lol, ainda assim organizo por escritores, tipo George Martin tudo juntinho :D

    Quando acabo de ler, volta e meia levo para o sótão a não ser que tenha gostado muito :)

    Bjs e estranhei não ver ai o gato :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha é mesmo à homem xD

      Sim, é verdade, mas o Bamito devia andar a dormir algures fora do quarto, o bandido xD

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Onde é que moras mesmo, Fiacha? És capaz de ter um bom sótão para ser assaltado :p

    Beijinhos!

    ResponderEliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.