Top Ten Tuesday #34

janeiro 21, 2015

Imagem daqui

Tema livre - 10 livros que planeio ler em 2015

O TTT desta semana - e o meu primeiro deste ano - é de tema livre, e eu decidi trazer-vos uma lista com dez livros que quero ler neste novo ano.

1. O Meu Nome É..., de Alastair Campbell
2. Jonas Vai Morrer, de Edson Athayde
3. O Herdeiro de Sevenwaters, de Juliet Marillier
4. A Rainha dos Malditos, de Anne Rice
5. Teias de Sonhos, de Anne Bishop
6. Despertar, de L.J. Smith
7. A Ponte das Almas NegrasO Engenho dos Sonhos - Antologia de Contos Fantásticos, de Carina Portugal
8. Sangue do Coração, de Juliet Marillier
9. Afinidades, de Sarah Waters
10. E apesar de não ser um livro propriamente dito, pretendo ler uma série de contos de novos autores portugueses.

Queria ler mais alguns, mas as coisas não estão nada fáceis! No final de Janeiro conto-vos...
E vocês, quais são os livros que planeiam ler este ano?

You Might Also Like

4 comentários

  1. Bem.. acho que nao coincidimos em nenhum lol eu quero ler Patrick Rothfuss, veronica roth, patrick ness, cassandra clare, ursula le guin, philip k dick e philip pulman :) espero conseguir :)

    * mary red hair *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahaha :)

      Cassandra Clare gostaria de ler, mas se não o fizer este ano, não morro, assim como Ursula le Guin. Philip Pullman já li, tenho alguma curiosidade em reler e continuar a ler, mas vamos ver quando...

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Ah, quanta honra ^_^ N'O Engenho dos Sonhos tens o trabalho facilitado, que alguns já leste xD

    Normalmente não faço uma lista, mas espero ler alguns da Juliet Marillier que ainda não li, do Sanderson, da Robin Hobb, do Rothfuss e mais alguma coisa que tenha aqui nas estantes.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hehehe pois é, mas vai ser bom reler :)

      Toda a gente fala do Sanderson agora... mas acho que ainda vou demorar algum tempo a ler!

      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.