terça-feira, 24 de março de 2015

[Novidades] Vício dos Livros - Março

A METAMORFOSE,
de FRANZ KAFKA

[nota da editora]

Em carta datada de 25 de outubro de 1915, dirigida a G. H. Meyer, da Kurt Wolff Verlag, Kafka exprime de forma veemente a sua preocupação pelo facto de o ilustrador escolhido para a sua obra, Ottomar Starke, poder vir a querer representar um inseto na capa de Die Verwandlung (A Metamorfose). "Isso de maneira nenhuma, por favor", escreve Kafka, em antecipação. "O inseto em si não pode ser esboçado. Não pode ser visto sequer à distância." Volvidos cem anos em 2015, a Civilização propõe aos seus leitores uma leitura renovada de A Metamorfose, de Franz Kafka, no cumprimento estrito da vontade expressa pelo autor, que julgamos reveladora.

LUA CHEIA

IVAN, O TOLO,
de TOLSTOI

Pode um homem simples, tolo no sentido em que recusa as regras do mundo materialista, onde reina a guerra, a vanglória e a ganância, vencer o Diabo e liderar daí em diante toda uma nação com base apenas no seu despojamento e força de caráter? Tolstoi questiona o militarismo, a ganância e a vaidade, questiona-nos a todos nós enquanto sociedade, questiona as nossas opções de vida e abre caminho a uma realidade alternativa baseada noutros valores, talvez menos ilusórios.

LUA CHEIA

O MÉDICO E O MONSTRO,
de ROBERT LOUIS STEVENSON

O comportamento do Dr. Jekyll, um conceituado médico londrino, começa a preocupar os seus empregados e amigos, especialmente porque, cada vez mais isolado no seu laboratório, recebe frequentemente o intrigante e violento Mr. Hyde.
Temendo pela vida do amigo, o advogado Utterson resolve tirar a limpo a história e vai à residência do médico procurar a explicação para tão bizarro comportamento. E é aí que descobre o que realmente se está a passar.

LUA CHEIA

A DAMA DO PÉ DE CABRA,
de ALEXANDRE HERCULANO

A Dama Pé-de-Cabra, conto que dá título ao livro, conta a história de um nobre que, ao encontrar na serra uma dama, se perde de amores por ela; mas a dama não é quem parece ser e o nobre terá de sofrer muito em consequência das suas escolhas. Um conto misterioso, intrigante, marcante pelo tom com que é apresentado e onde os elementos sobrenaturais são soberanos. A Abóbada fala da construção do Mosteiro da Batalha, em particular, da abóbada da casa do capítulo. Este conto envolvente, marcado por descrições soberbas, ilustra como o orgulho excessivo pode ser a ruína de um homem. Um poderoso relato de uma época de grande poder e forte superstição.

LUA CHEIA

OS CRIMES DA RUA MORGUE,
de EDGAR ALLAN PÖE

Os Crimes da Rua Morgue é considerado por muitos a primeira obra policial de sempre. Mãe e filha são encontradas mortas num edifício situado na Rua Morgue, uma artéria parisiense. As vítimas foram brutalmente assassinadas e a sala onde foram descobertos os corpos encontrava-se trancada por dentro. Para adensar o mistério, os vizinhos alegam ter ouvido o assassino falar numa língua que ninguém consegue identificar. Quando um homem é acusado do crime, C. Auguste Dupin, um indivíduo solitário e de aguçada inteligência, oferece-se para ajudar a polícia a resolver este caso e impedir que um homem inocente seja preso por um crime que Dupin acredita não ter cometido. Um pelo encontrado junto dos corpos leva-o a crer que o assassino poderá não ser humano…

LUA CHEIA

A MÃE,
de GORKI

Uma obra literária contextualizada na Rússia do início do século XX, inspirada em manifestações reais do primeiro de maio de 1902 e no julgamento dos seus participantes. A revolução de um povo no seio de uma família, transformando a todos com a consciente participação na luta pelos ideais.
Acima de qualquer outro romance, A Mãe fala às emoções mais forte e persistentemente enraizadas no património sentimental dos homens e é por isso que o romance há de continuar a ser lido e a resistir à usura do tempo: justamente porque o núcleo da sua mensagem é intemporal.

NOITES BRANCAS

2 comentários :

  1. Depois de ler O Processo, ler A Metamorfose tornou-se imperativo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comigo é ao contrário! Depois de ler A Metamorfose, fiquei muito curiosa com O Processo. Já o tenho para ler, mas ainda não lhe peguei...

      Eliminar

Obrigada por comentares :)