Leituras no Feminino II

março 02, 2016


Este ano, em vez de vos recomendar livros para oferecer à Mulher, para celebrar este dia vou antes trazer-vos escritoras que me são queridas e falar um pouco delas e da sua obra.
Aos que esperavam recomendações, joguem pelo seguro no que toca a livros: ou garantam que é do autor ou autora de eleição e que a pessoa ainda não tem o livro, ou ofereçam com talão de troca. Simples :)

Hoje trago-vos...

Anne Rice


De seu nome verdadeiro Howard Allen O'Brien, Anne foi o nome escolhido pela autora quando entrou para a primária. É conhecida pela forma romântica de nos apresentar os seus vampiros, tendo já algumas das suas obras adaptadas em filmes. Tem mais de 30 livros publicados.

Crónicas Vampirescas (1976-2014)

Entrevista Com O Vampiro (Crónicas dos Vampiros #1)História do Ladrão do CorpoSangue e Ouro

Novos Contos de Vampiros


Bruxas Mayfair


Bela Adormecida

O Despertar da Bela Adormecida (Sleeping Beauty #1)

Cristo, O Senhor


Os Cânticos do Serafim


The Wolf Gift Chronicles


Auto-biografia


Livros Independentes



Como sabem, estou a ler as Crónicas, estando parada mesmo antes de começar o 9º livro (A Quinta de Blackwood). Apesar de Anne Rice ter jurado não voltar a escrever sobre vampiros, após a sua epifania espiritual, a verdade é que após uma re-leitura de toda a série sentiu que ainda havia algumas histórias por contar; assim nasceu O Príncipe Lestat.

Nem toda a sua obra está editada em Portugal, mas alguns dos que não foram editados por cá estão disponíveis no Brasil. É uma pena, pois é uma autora fabulosa. Gostaria também de referir que as capas antigas das Crónicas são muito mais bonitas do que as mais recentes, pois penso que as mais recentes dão um ar mais infantil às narrativas, que são extremamente poderosas e maduras, tal como já tive oportunidade de comentar várias vezes.

O primeiro livro que li de Anne Rice foi precisamente aquela edição linda de Sangue e Ouro, e depressa fiquei fã da autora. Só num passado recente é que comecei realmente a conhecer e a ler direitinho a sua obra, e as recomendações são poucas. Quase ninguém escreve com a sumptuosidade de Anne Rice, com a sua classe, com a sua elegância. A verdadeira Rainha no que toca ao universo vampírico. Uma autora obrigatória a quem é fã destes seres.

Para além de uma escritora sublime, Anne Rice parece-me ser também uma pessoa bastante querida. É muito activa na sua página do Facebook, fazendo perguntas aos leitores e partilhando vários assuntos com eles, a quem carinhosamente chama de People of the Page.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.