[Novidades] Bizâncio - Abril

abril 10, 2016

HIMALAIAS,
de MICHAEL PALIN

Depois de enfrentar os desafios de oceanos, pólos e desertos, Michael Palin conduz-nos agora numa viagem ao longo de toda a extensão dos Himalaias, incluindo o Desfiladeiro de Khyber, cidades antigas como Peshawar e Lahore, os cumes poderosos do K2 e do Evereste e o tecto do mundo – o enigmático planalto tibetano.
Ao longo do percurso dá banho a um elefante, passa por apuros com um dentista de 50 pence, aprende a ordenhar um iaque e tem uma audiência com o Dalai Lama.

LITERATURA DE VIAGENS | PÁGINAS: 416 | PVP: 15,90€

NÃO GRITEM,
de RICK KIRKMAN e JERRY SCOTT

Os incansáveis MacPherson estão de volta com mais aventuras e desventuras do dia-a-dia de uma família de 3 + 2.
No meio do caos de uma família em crescimento, Wanda e Daryl bem tentam, mas só Zoe, Hammie e Wren se fazem ouvir.
Ria e sorria das situações que nos são tantas vezes tão familiares.
A tira humorística baseada no quotidiano de uma família como tantas outras, conta já com vinte e seis anos e continua actual e hilariante.

BANDA DESENHADA | BABY BLUES #33 | PÁGINAS: 164 | PVP: 12,61€

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.