quarta-feira, 13 de julho de 2016

Book Blogger Hop #22


Quando respondes a um comentário num blogue, pedes para ser notificado de novas respostas?

1) Tenho quase a certeza de que o BBH desta semana não é este mas vão já entender o porquê de o ter escolhido
2) Peço desculpa mas esta deve ser a pergunta mais estúpida e inútil de sempre do BBH
3) Para quem quer mesmo saber, não, não peço para ser notificada

Começo a pensar que a blogosfera, pelo menos no que a livros diz respeito, é uma zona de guerra, é um nicho quase tão competitivo como o mercado de trabalho hoje em dia. Este post vem um bocado de encontro ao TTT da semana passada, no sentido da minha vida enquanto leitora complementada pelo facto de ser blogger (isto quase que soa chique, e é uma expressão que nem gosto de usar). Podem cuscar o post aqui.

Então é assim...

Mais uma vez, sinto que estou a escrever para mim. Ah mas é isso, é uma forma de guardares os teus pensamentos sobre livros - não. É para ser uma experiência feita com outras pessoas, algo social. Se quisesse apenas assentar impressões, escrevia um diário de leitura num caderno, não publicava um blogue.
E o que despoletou isto?
Na semana passada ao aceder à página do blogue no Facebook (que isto hoje em dia é preciso ter conta em todo o sítio), tinha menos likes do que há duas semanas atrás (o horror!!!!). E eu penso... porquê? Conclusões:

1) O blogue anda mais parado, mas quem me lê com alguma... curiosidade / vontade / gosto tem mais ou menos uma ideia do porquê.
2) Ou então são os likes angariados por passatempos que, depois de se descobrir que não é o vencedor, toca a fazer não gosto nas páginas que eu não quero cá spam no meu feed de notícias.

Adivinham qual é a mais provável? Pois...
Antes de mais nada, quero desde já avisar que não estou a atacar ninguém nem nenhum blogue em particular, portanto não se sintam ofendidos. Se se sentirem, se enfiarem a carapuça, então é porque merecem.

O Eu e o Bam não faz passatempos todas as semanas, todos os meses, bla bla bla. Não é por falta de vos querer mimar, mas apenas porque custa fazer um passatempo e ver 10 participações. Claro que em passatempos passados também me rendi a chantagens - para participares tens de ser seguidor aqui e/ou aqui, e no que é que isso deu? Por acaso no blogger os seguidores continuam os mesmos (dá mais trabalho deixar de seguir por aqui) e no Facebook baixaram. São coisas da vida, eu sei... mas isso leva-me a outro ponto.

Aos que têm este tipo de atitudes...
Vão pentear macacos, que de momento é a maneira mais educada que eu consigo pensar para vos mandar à *****
Sabem porquê? Porque são interesseiros. Porque são daquele tipo de pessoas como eu já vi várias, muitas mesmo, que nem têm interesse em 99% dos passatempos. Apenas querem GANHAR GANHAR GANHAR e depois o que fazem? Vendem os prémios. Nem lhes tocam sequer. E sim, isso já aconteceu no Eu e o Bam. O prémio tinha chegado há quê, um dia? E no dia seguinte estava à venda. Claramente as pessoas que fazem isto sabem ler, mas gostam de o fazer sequer? Ou simplesmente acharam que podiam fazer dinheiro da boa vontade de alguém? Depois admiram-se de sermos governados da maneira que somos, quando os pequeninos fazem o mesmo, apenas em menor escala.

Quando decidi fazer um passatempo para os verdadeiros seguidores do blogue, tive não sei quantas participações e... ninguém acertou na resposta. NINGUÉM. E eu falava dessa resposta todos os meses quase. Qual é a conclusão a que posso chegar?

Dilemas... Vendo o Eu e o Bam por likes? Por partilhas? Faço passatempos semanais em troca de seguidores? Não me sinto bem com isso. Mas também me sinto desgostosa por sentir que estou a escrever para o ninguém.

Obrigada a quem me leu e... há que acreditar que melhores dias virão.

3 comentários :

  1. Olá!
    Já li este post de manhã, mas deixei-o guardado para vir comentar. Concordo com tanto do que escreveste acerca do blog e com a injustiça e batotas que acontecem com os passatempos.
    Este ano comemorei 4 anos de blog e consegui realizar uns passatempos com ajuda de editoras. Nunca tive o blog com a intenção de obter mais nada, além do prazer de escrever e de partilhar as minhas leituras com as outras pessoas. Nunca me importei muito com número, seja da visitas ou seguidores. Concordo que é bom quando escrevemos e recebemos comentários, porque isso é sinal que alguém nos lê.
    Cheguei a divulgar livro de autores que me contactavam e a receber alguns para ler e escrever opinião. Só este ano é que posso dizer que recebi os primeiros livros vindos de editoras, e não é nada fácil. Arranjar parcerias é quase como arranjar emprego!!

    Como estava a dizer, realizei passatempos no mês passado e um deles foi uma dor de cabeça porque permiti que os participantes respondessem várias vezes, com links de divulgação diferentes. Não era participações diárias, como acontece em tantos passatempos agora, e que acho ridículo. Então apercebi-me que algumas pessoas preenchiam o formulário imensas vezes, com os mesmos links. Devem estar habituadas a fazer isso noutros passatempos. Acabei por anotar essas pessoas que participaram n vezes e fazer uma espécie de "lista negra". E qual não foi o meu espanto quando encontrei o nome dessas pessoas em alguns resultados de passatempos. Conclusão, são sempre essas batoteiras e interesseiras que ganham os passatempos, o que é uma grande injustiça.

    Em relação ao que disseste sobre essas pessoas ganharem os livros e os venderem, andei a pensar nisso ultimamente e acho que faz sentido. Por vezes, vou ao facebook a grupos de venda de livros e encontro lá livros recentes, que foram lançados há menos de 1 mês, a ser vendidos a menos de 10€. Ora, a única explicação que encontro é essas pessoas receberem os livros das editoras ou dos passatempos. É ridículo.

    Uma das pessoas que ganhou um livro num dos meus passatempos, no dia seguinte ganhou o mesmo livro noutro blog, e acredito que não se tenha ido acusar, pois não vi outro vencedor a ser sorteado nesse blog.
    Enfim...
    Mas não podemos chatear-nos muito com isto. Eu tento sempre lembrar-me da verdadeira razão porque criei o blog, para partilhar as leituras e nunca para ganhar algo com isso.

    Por acaso visito o teu blog com frequência, mas nem sempre comento. Desculpa se este comentário ficou desorganizado, mas acho que ainda podia dizer tanta coisa...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Denise,

      Um muito, muito, muito obrigada pelo teu comentário :D É com comentários destes que sinto que, afinal, se calhar está alguém aí :) E, tal como tu, também costumo visitar o teu, e o da Silvana até, mas acabo por não comentar.

      É, as pessoas devem pensar que somos parvos e que andamos a nanar. Na maior parte das vezes, é mesmo uma pessoa não se querer chatear... Mas sim, eu tenho pelo menos uma pessoa nessa lista negra que, da minha parte, por mais random que seja o sorteio, não ganhará mais nada. Posso querer ser imparcial, mas também não tolero que alguém faça "chico-espertices" de algo que veio de mim.

      Eu quando criei o meu blogue, uns meses depois do teu, nem sabia como funcionavam as coisas das parcerias nem nada assim. Pensava que tivesses de passar por processos rigorosos de selecção, e que tinhas de ser bom no que escrevias, mas depois vi que não. Ter parcerias é bom, pelo lado óbvio da coisa - deixemo-nos de hipocrisias - mas também há que saber não ter mais olhos que barriga. Ainda esta semana recebi quatro livros, não recebia um único desde Abril.

      Tudo isto dava muito pano para mangas... Portanto, queria mais uma vez agradecer-te e deixar-te um beijinho muito grande :)

      Bom fim-de-semana!

      Eliminar
    2. Olá!

      Não precisas de agradecer :) É bom saber que não nos sentimos sozinhos no meio destas injustiças.

      Também constatei que estabelecer parcerias é mais uma questão de ter muitas visitas e facebook com muitos seguidores do que propriamente teres um blog com qualidade.
      Há por aí blogues com parcerias e depois lemos as opiniões que escrevem e até dão pena, de tão más que estão.

      Claro que ter parcerias é fantástico e eu, quando recebo algum livro, tento lê-lo o mais brevemente possível, escrever a opinião e enviá-la para a editora. Até me sinto "culpada" se tenho em casa 2 ou 3 livros de editoras ainda por ler. Mas claro que há pessoas que não se importam nada de receber uns 20 livros por mês.

      Acerca das coisas boas do blog, no outro comentário esqueci-me de contar uma das últimas coisas boas que me aconteceu. No final do ano passado, na altura em que eu andava a fazer o balanço das leituras e dos desafios, comecei a receber comentários de uma nova leitora que se mostrava muito impressionada por eu ler tanto. Ler 50 livros num ano nem é assim tanto para nós que adoramos ler, mas para quem lê pouco ou nada, compreendo que seja de admirar! Depois desses comentários, também fui visitar o blog dessa pessoa e encorajei-a a ler; por mais ocupada que fosse a vida dela, há sempre momentos que podem ser aproveitados para ler.
      Em abril ou maio deste ano recebi um comentário dela que me deixou muito feliz: disse-me que graças a mim, tinha recomeçado a ler e já tinha lido cerca de 20 livros nesses primeiros meses do ano. Achei fantástico que o meu blog e a minha paixão pela leitura tivesse levado outra pessoa a reencontrar-se com este prazer!

      É por isso que acho que, se o blog nos dá prazer, devemos continuar, porque, mesmo que pensemos que ninguém nos lê, se conseguirmos cativar nem que seja uma só pessoa, já é muito gratificante :)

      Beijinhos e bom fim de semana!

      Eliminar

Obrigada por comentares :)