sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Inacreditáveis, de Sara Shepard - Sinopse & Opinião

Inacreditáveis (Pretty Little Liars, #4)
Título: Inacreditáveis
Série: Pretty Little Liars
Autora: Sara Shepard
Editora: Rocco
Ano de Publicação: 2011
Número de Páginas: 352

No quarto livro da série Pretty Little Liars, a vida charmosa das quatro amigas se torna um verdadeiro pesadelo. Emily foi morar com seus primos ultraconservadores. O namorado de Aria está atrás das grades – por causa dela. Spencer pode estar envolvida no sumiço de Alison. E Hanna luta por sua vida no hospital porque sabia demais.

**************

Depois de uma leitura viciante de Perfeitas, Inacreditáveis surgiu num ápice no topo das minhas prioridades. E foi uma leitura ainda mais compulsiva que o seu volume anterior.

Inacreditáveis é uma espécie de um encerrar de um ciclo. Neste quarto livro descobrimos quem A verdadeiramente é e finalmente temos as quatro amigas a juntarem-se. Apesar de para mim não ter sido surpresa a identidade de A, gostei da forma como foi revelada, e gostei das pequenas pistas que são deixadas aqui e ali quanto ao rumo da história a partir de agora.
Algumas das pontas soltas são finalmente atadas neste volume. A relação de Ezra e Aria, assim como a relação de Aria com a família, chega finalmente a uma conclusão. Também a vida de Emily dá uma reviravolta, depois de ser despachada para casa dos seus tios ultra conservadores, no Iowa. Spencer encontra apoio onde menos espera, acompanhado de respostas para as suas preocupações. A vida de Hanna, que estava por um fio no fim de Perfeitas, tem uma nova chance de renascer, com tantas implicações que este livro lhe vai trazer. Senti que as conclusões das histórias das quatro Liars foram satisfatórias mas, acima de tudo, senti que as quatro personagens amadureceram de uma forma brutal. Claro que continuam a fazer das suas e a ter atitudes deploráveis perante algumas situações, mas, de forma geral, cresceram e esse crescimento é bem notável no desenrolar deste livro.
A explicação de quem é A, apesar de, como eu disse anteriormente, já o esperar, não deixa de ser emocionante. No entanto, falta algo. Como pode uma só pessoa fazer tanto? É claro que tem de haver mais gente envolvida e espero que uma das personagens que voltou neste volume se revele como uma das comparsas. Agora que sabemos quem era A e que o suposto assassino de A está preso, que rumo tomará a história? Emily quase que jura que viu Ali. E um(a) novo/a A aparece mesmo no final... quem será?

Uma leitura completamente emocionante e com revelações que nos fazem suster a respiração página após página. Só descansamos quando tudo fica resolvido... para logo a seguir sermos engolidos por mais uma onda de drama!
Agora que tudo aparentemente tem um fim, estou ansiosa para saber mais acerca das personagens, de que forma são retratadas nos livros. Que mais reviravoltas estão a chegar?

Preciso de fazer uma pequena pausa antes de devorar Perversas, o quinto volume. Fazer o luto das personagens, das situações. Mas vai ser uma pausa muito pequena!

Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada por comentares :)