Abril

abril 01, 2018

Resultado de imagem para hello april

Abril chegou e com ele um dos meus projectos mais ambiciosos aqui no Eu e o Bam até à data: fazer parte do BEDA - Blog Every Day April. Há ainda a variante August mas sinceramente nem sei qual é a original, fiz alguma pesquisa e  máximo que cheguei foi o grupo Interative-se no Facebook (aqui). Portanto, são 30 dias, 30 posts, e eu só espero conseguir trazer-vos material interessante.

Este mês temos o meu adorado Dewey's 💓💓💓💓 A ver se é desta que consigo fazer uma boa participação! Dia 28 estarei pronta (ainda falta quase um mês, que dor no meu coração). A Unslump-a-Thon, outra Maratona que na verdade começou ontem e termina dia 8 de Abril; e a A Novel Experience Read-a-thon, no fim-de-semana de 28 e 29. No fim-de-semana de 21 e 22 há ainda um Weekend Read-a-Thon do grupo Hooked on Books, e ainda do mesmo grupo há um Week Read-a-Thon de 7 a 14.

Para celebrar todo o mês de Abril, temos a ApTHRILL e a Spring Into Horror. Apesar de ainda não ter decidido nenhuma TBR (note-se que estou a escrever este post ainda em Março), parece-me que o mês de Abril vai ser muito dedicado ao terror 😊 No entanto, vou participar apenas na Spring Into Horror. Tanto uma como outra têm exactamente os mesmos requisitos e estar a entrar com a mesma TBR para duas Maratonas só para dizer que entrei em muitas... não me agrada. E como já sou fã da Spring Into Horror há algum tempo, vamos a ela!

A juntar a tudo isto, tenho ainda a ML122Dias, que, devagar devagarinho, lá vou conseguindo cumprir as categorias a que me propus.

Para além das actividades de leitura, queria participar no Camp NaNoWriMo. O conto de terror que escrevi no ano passado precisa de ser reescrito na totalidade e vou aproveitar para o fazer durante o camp.

Boas Leituras e, já agora, uma Boa Páscoa!

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.