Desafio 30 Dias, 30 Cartas - Dia 19 - Carta para Alguém que importonou a cabeça - bom ou mau

maio 19, 2013


Domingo, 19 de Maio

Caro Artur,

Agradeço-lhe profundamente o aviso quanto à ameaça da vida de Rodrigo. Foi realmente de grande ajuda, tendo em conta que ele continua vivo.

No entanto, penso que deverá saber que tanto o meu marido, Filipe, como Germano, meu genro, foram ambos assassinados. E Rodrigo teve uma mão nisso. Não tendo sido ele o assassino por estar fechado numa cela, alguém o fez por ele. E, apesar da dor que me traz a perda do meu marido, gostaria de lhe agradecer ter salvo a vida de Rodrigo, pois sei que a minha filha, assim que terminar o luto, vai poder recuperar a sua felicidade.

Obrigada,
Denise

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.