[Mais Novidades] Marcador - Junho

junho 19, 2014

O Leão
O LEÃO,
de NELSON DEMILLE

John Corey, ex-detetive de Homicídios da Polícia de Nova Iorque e agente especial da Brigada Antiterrorista, está de volta. Infelizmente para Corey, Asad Khalil, o terrorista líbio conhecido com o Leão, também. 

Da última vez, que Khalil rumou aos Estados Unidos, foi apenas para provocar o ato de terrorismo mais horrendo que alguma vez ocorreu em solo americano. Enquanto Corey e a sua parceira, a agente Kate Mayfield, o perseguiam pelo país, Khalil eliminou metodicamente as suas vítimas, uma por uma, e a seguir desapareceu sem deixar rasto. 

O Leão é uma máquina assassina novamente à solta, em missão de vingança, e John Corey não vai conseguir pará-lo a menos que consiga encontrar e matar Khalil.

PÁGINAS: 480 | PVP: 19,95€

You Might Also Like

2 comentários

  1. Viva,

    Tenho tantos livros deste escritor por ler e tao antigos, comprei no circulo de leiores, capa dura e ainda tem o plástico lol....li um do escritor e até gostei, penso que tenho este :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha,

      Não conhecia o escritor, para mim é novidade mesmo novidade :P

      Beijinhos e bom Domingo!

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.