[Novidades] Marcador - Agosto

agosto 21, 2014

Um Amor Proibido
[relançamento] UM AMOR PROIBIDO,
de FLORENT GONÇALVES

O caso que abalou França e Portugal, agora contado na primeira pessoa. Um livro tocante sobre um amor proibido, ilícito. O seu protagonista Florent Gonçalves, luso-francês, director da prisão feminina de Versalhes, que se apaixona perdidamente por uma reclusa. 
Acusado pela justiça, perseguido pela imprensa, abre o seu coração nas páginas deste livro e conta toda a verdade sobre os acontecimentos. 
Em Fevereiro de 2012, Florent Gonçalves, luso-francês, 42 anos, era detido com grande aparato pelas forças policiais francesas. É acusado de ter mantido um caso no interior da instituição com uma das detidas. 
A história chega imediatamente à imprensa internacional e é tema de abertura de noticiários em várias televisões e provoca todo um frenesim mediático nas rádios e jornais.
No meio da tempestade provocada pelos jornalistas, as insinuações multiplicam-se e as acusações sobem de tom. As notícias são recheadas com novos pormenores cada dia e insinuam-se as mais rocambolescas alusões para expor a história. Mas será tudo verdade?
Em AMOR PROIBIDO, Florent Gonçalves conta toda a verdade sobre os acontecimentos. A sua versão é sincera e comovente. Conta a história como realmente aconteceu, numa tentativa de restaurar a verdade dos factos.

PÁGINAS: 168 | PVP: 13,30€

You Might Also Like

2 comentários

  1. Este livro é escrito em Português de Portugal?
    Não consigo encontra-lo aqui no Brasil, estou doida para ler, tem alguma dica de onde posso achar?
    e-mal: naswany21@gmail.com (Nádia Swany)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Nádia!

      Também tenho curiosidade acerca deste livro :) Sim, é escrito em PT-PT, e penso que só existe esta versão e a original... não sei se a editora envia internacionalmente, é uma questão de entrares em contacto com a Marcador :)

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.