TBR Friday #17

março 20, 2015


Athénais - A Amante de Luís XIV

Athénais, A Amante de Luís XIV, de Lisa Hilton

Athénais era o símbolo da apoteose da cultura francesa do século XVII. Como amante, arriscou a desgraça de um duplo adultério, ao envolver-se num caso que escandalizou a Europa; como patrona, auxiliou muitos dos mentores de um renascimento cultural; como mãe, é a avoenga de grande parte das casas reais da Europa. Ela era a marquesa de Montespan que, em vida, teve muitos nomes: Athénais, o nome da deusa que ela escolheu; Circe, Alcine, "Quanto" ou a "Torrente", nomes de código; os filhos chamavam-lhe Belle Madame, os admiradores a Grande Sultana ou a Amante Reinante; os soldados do amante chamavam-lhe a pêga do rei, os poetas "Rara Obra-Prima dos Deuses". Athénais foi a mais notável e célebre mulher da sua época.

The Descendants

The Descendants, de Kaui Hart Hemmings

Tendo como cenário a paisagem exuberante do Havai, Os Descendentes é uma obra de estreia acerca de uma família pouco convencional que se vê forçada a unir-se e a recriar o seu próprio legado. Matthew King é advogado e um dos homens mais ricos do Havai. Mas a sorte muda quando, Joanie, a sua mulher, sofre um acidente numa corrida de barco que a deixa em coma. Esta situação acarreta novas responsabilidades para King, entre as quais aprender a lidar com as duas filhas, a pequena rebelde, Scottie, de dez anos, e Alex, uma adolescente de dezassete, que acaba de passar por uma desintoxicação de drogas. Entretanto, surpreendido por revelações inesperadas, King decide empreender com elas uma viagem...

You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá, escolhi-te para a Tag Liebster Award, uma TAG pensada para divulgar blogs que estão no seu início ou pouco divulgados, que tenham menos de 200 seguidores. No meu blog tens todas as instruções: http://mymemoriesmyworld2014.blogspot.pt/2015/03/liebster-award.html
    Conto com a tua participação :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carina,

      Agradeço-te pelo selo, mas ainda há relativamente pouco tempo respondi a esse Award, e já o fiz três vezes, já não tenho mais que escrever nos 11 factos sobre mim :)

      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.