World Wide Livro #31: Novas Categorias

abril 25, 2015

Algures neste grande mundo, numa livraria surgiu uma grande ideia. Vocês sabem como nem sempre é fácil categorizar os livros, no sentido em que alguns - ou muitos - são uma salgalhada de coisas que depois nem se sabe muito bem o que é. Então, o funcionário da livraria lembrou-se de uma forma inteligente e, quem sabe, funcional, de fazer essa separação. Ora vejam:

Rapazes que perderam as suas camisolas
funny-accurate-book-section-names-9

Refeições que tencionas fazer, mas nunca farás
funny-accurate-book-section-names-1
A sério, aqui ficam alguns menus de take away porque pronto, sejamos honestos

Óptimos sítios para fazer cocó
funny-accurate-book-section-names-2

Coisas que me assustam
funny-accurate-book-section-names-4

Livros que terás de ler milhões de vezes porque o teu filho não se cansará deles
funny-accurate-book-section-names-5
A SÉRIO CAITLIN, QUE TAL EXPERIMENTARMOS UMA COISA NOVA?

Animais com que eu quero lutar
funny-accurate-book-section-names-7

Livros que induzem ansiedade
funny-accurate-book-section-names-6

Mulheres com cortes de cabelo curtos e profissionais
funny-accurate-book-section-names-8

Tenho de admitir que o funcionário até teve piada, agora resta saber se a sua ideia teve bons resultados. Por esses lados, algumas sugestões de novas categorias?

You Might Also Like

2 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.