Maldosas & Impecáveis, de Sara Shepard - Opinião

janeiro 11, 2016

Maldosas (Pretty Little Liars, #1)Impecáveis (Pretty Little Liars, #2)
Título: Maldosas / Impecáveis
Título Original: Pretty Little Liars / Flawless
Série: Pretty Little Liars
Autora: Sara Shepard
Editora: Rocco
Ano de Publicação: 2010
Páginas: 296 / 

Já andava há bastante tempo para começar a ler estes livros, pois sou completamente viciada na série de televisão Pretty Little Liars. Aliás, já tinha tentado uma vez, mas... deparei-me com um dilema enorme: conseguirei gostar dos livros, adorando tanto a série e sendo os dois tão diferentes? Bem... só havia uma maneira de saber.

Para quem não conhece a história, o conceito por trás da série é de um grupo de amigas adolescentes que vêem a sua vida virada do avesso quando Ali, a líder, desaparece. As raparigas afastam-se e, passados uns tempos, começam a receber mensagens assinadas por -A e são ameaçadas que todos os seus segredos serão expostos. E a história adensa-se depois de se descobrir o destino de Ali e, enredadas cada vez mais nas suas mentiras, Spencer, Hanna, Emily e Aria têm de unir esforços para descobrir quem é -A e o percurso de Ali.
O primeiro grande problema é a imagem televisiva de cada personagem contra o que é descrito no livro... mas mantenho-me com a imagem televisiva. É uma questão de adaptação... e as actrizes estão todas tão bem. Emily na série nunca teve uma irmã e nos livros tem uma mais velha, por exemplo. Depois de me conseguir ambientar a estas diferenças, pude realmente começar a aproveitar a leitura.
Maldosas apresenta-nos a Rosewood e à sua perfeição... até que começamos a descobrir o que cada uma das personagens esconde. É uma leitura muito fácil, repleta de promessas que nos fazem ler sem parar até chegar finalmente ao fim. E então não tarda muito estamos a ler Impecáveis, o segundo volume numa série de dezasseis. Apesar de o grande mistério que é -A não ser desenvolvido - apenas a ameaça constante permanece -, este novo livro traz-nos uma lufada de drama adolescente que, admito, é bem-vinda. Problemas pessoais, familiares, amorosos... somos bombardeados de todos os lados e eu gostei. A história mantém-se fácil de ler e de acompanhar, e há tanta coisa a acontecer que a narrativa se torna um escape perfeito.

Só parei de ler a série pois estou a meio de outra - de outras, aliás - mas estar a escrever esta opinião já me faz ter saudades dos livros. Pergunto-me se, depois destes, os meus sentimentos pelas personagens irão mudar? Adoro a Spencer e a Hanna, a Emily é-me um bocado indiferente e a Aria irrita-me um bocado... Só o tempo e a leitura o dirão.

Uma série a ler para os amantes de YA, carregada de drama e peripécias que certamente deixarão um sorriso em cada leitor.

"Two can keep a secret if one of them is dead"


You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.