Lágrimas de Pedra, de Victoria Francés - Sinopse & Opinião

agosto 19, 2016

Lágrimas de Pedra (Favole #1)
Título: Lágrimas de Pedra
Título Original: Favole: Tears of Stone
Série: Favole
Autora: Victoria Francés
Editora: Vitamina BD Edições
Ano de Publicação: 2007
Número de Páginas: 48

Donzelas à beira da morte, lânguidas imagens erguendo-se por detrás de uma lápide, castelos carregados de mistérios, lagos obscuros no meio de bosques banhados pelo luar...

A temática gótica e vampírica é uma das mais recorrentes da ficção contemporânea e tem originado grandes êxitos literários e cinematográficos. Nomes de grandes êxito como Tim Burton, Neil Gaiman ou Anne Rice, estão relacionados com este estilo que ganha todos os dias adeptos.

Chega agora Favole um livro ilustrado de grande beleza que se junta a esta corrente de uma forma original ao combinar ilustrações com textos carregados de poesia. Favole converte-se assim numa novela ilustrada dividida em três capítulos, um estilo de livro que agrada a todos os públicos, mas em particular ao feminino.

Vampiros, violinos, Veneza... Um mundo onírico retratado em 48 páginas que marcam a estreia profissional de Victoria Francés.

***********

Ler Favole é, para mim, viajar no tempo. É a felicidade da nostalgia e a saudade dos momentos passados. O seu imaginário povoou a minha adolescência, que moldou a adulta que sou agora. Voltar a perder-me nas suas páginas após tantos anos é um prazer inegável, pois foi como a primeira vez a entrar no seu universo.

A nível da história, a ideia em si nem é nada por aí além. No entanto, uma salva de palmas para o que eu acredito ser dos melhores tradutores nacionais - Pedro Silva. A poesia, o misticismo, a melodia da prosa de Victoria Francés abana o nosso âmago e as suas palavras, belas, ficam connosco. Poesia em prosa ao mais alto nível.
Mas o verdadeiro clímax é visual. Mesmo quem não aprecie a temática, não pode negar a perfeição de cada linha, o quão cada desenho é único, carregado de magia, simbolismo e erotismo. Fica a pergunta: o que surge primeiro, a história ou as ilustrações?

Uma leitura que recomendo bastante, a toda a gente. Lágrimas de Pedra é um livro que pede uma leitura calma, com telas absorventes que farão qualquer um perder-se durante horas, apenas a observar.

Ophelia boceto
Teatro de marionetasVampiro enamorado

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.