OUTUBRO

outubro 01, 2016

Resultado de imagem para hello october

Outubro chegou! Um dos meus meses favoritos do ano, com o Outono, com os dias a ficarem cada vez mais pequeninos até a hora mudar, a aproximação do Natal, o Dia das Bruxas! E este mês vai ser celebrado aqui no Eu e o Bam, é claro =)

Em anos anteriores limitei-me a fazer listas de livros e/ou filmes para ler e ver na época de Halloween, mas este ano vou fazer algo diferente. Assim, nasce o Livros Para Filmes - Halloween!


Consiste em ver, por dia, um filme de terror baseado num livro. Ora, eu adoro filmes de terror, portanto espero conseguir ver alguns bem interessantes. Alguns vão ser filmes que já vi no passado, mas não é fácil encontrar filmes deste género que nasceram de livros, mas penso que me vou divertir bastante!


A outra celebração é o Fright Fall Read-a-Thon. Mais uma maratona (isto é viciante!), que começa dia 3 e acaba dia 9. Esperem pelo post, onde vos darei mais detalhes e apresentar o meu plano.

Tirando isto, Outubro vai ser um mês bem movimentado aqui no blogue, com os resultados do Read Along Setembro, todas as opiniões em atraso, algumas novidades editoriais bem apetitosas, mais uma leitura conjunta... E, espero eu, um ponto de encontro, um cantinho a visitar por vocês!

Bom Outubro
e
Boas Leituras!

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.