Dezembro!

dezembro 01, 2016

Resultado de imagem para hello december tumblr

Chegou Dezembro! O meu mês favorito do ano! Adoro, adoro, adoro!

* É Natal, cheira a Natal, tudo à volta do Natal
* A minha irmã faz anos e eu também
* O Eu e o Bam faz anos
* As ruas iluminadas, as músicas natalícias, comprar presentes e embrulhar
* Os dias de sol frios
* Os doces de Natal
* Tantos motivos!

Este vai ser um mês movimentado aqui no blogue. Pela primeira vez, vou propositadamente deixar um mês livre de comentários e dedicar-me verdadeiramente às festividades no Eu e o Bam. Temos tanto para festejar!
Não se preocupem, os comentários em atraso chegam em 2017 :)

* Vamos ter de volta a rubrica Livros para Filmes, desta vez dedicada ao Natal
* Vamos ter uma rubrica diferente, com ideias para os livros que podem oferecer este Natal
* Vou participar pela primeira vez numa Cinematona, algo completamente diferente dos livros que ditam o rumo aqui no cantinho - mas vou tentar, ao máximo, escolher filmes que nasceram de filmes

* Vamos ter, claro, passatempos! O Eu e o Bam faz anos dia 13, faz quatro anos. Quatro anos de muito trabalhinho e de muito amor aos livros, assim como quatro anos de re-descobertas. Entusiasmados? Eu também!

* Mais uma vez me despeço de vocês por uma semana, entre o Natal e o Ano Novo, para umas pequenas férias do computador.

Que o vosso Dezembro vos traga um final de 2016 fantástico!

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.