FELIZ NATAL

dezembro 23, 2016

Resultado de imagem para merry christmas tumblr

Meus queridos leitores, hoje despeço-me de vocês e de 2016. Agora, só voltarei em 2017! Esperem uma pequena surpresa logo no início do ano 😏 Assim como as opiniões em atraso, o resultado da Cinematona, no que deu o NaNoWriMo, desafios literários... tanta coisa!

Desejo-vos, do fundo do coração, que tenham um Natal muito, muito, muito feliz, e recheado das coisas que vos são mais queridas: a família, os amigos, os doces, o bacalhau, as músicas de Natal, as luzes, as prendas, a alegria, a felicidade... tudo, tudo, tudo!

Desejo-vos também uma óptima passagem de ano. Comecem lá a escrever as resoluções para o ano que se aproxima e juízo!

Muito obrigada por terem aturado o Eu e o Bam mais um ano. Para o próximo, são cinco. Muito obrigada e, mais uma vez, que esta quadra seja abençoada em todos os aspectos!

You Might Also Like

2 comentários

  1. Feliz Natal, querida Nádia! E um 2017 repleto de momentos maravilhosos!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Viva,

    Obrigado e igualmente...continuação de boas festas :)

    bjs

    ResponderEliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.