Passatempo Dia dos Namorados

fevereiro 06, 2017

Corações na Escuridão.

Com o apoio da Castor de Papel, o Eu e o Bam tem para oferecer um exemplar de Corações na Escuridão, de Laura Kaye, numa celebração do Dia dos Namorados.

Caden Grayson diverte-se com esta linda ruiva tão atrapalhada com a sua mala e o telemóvel. Mas logo a diversão acaba quando o elevador se imobiliza e ele, apesar dos seus piercings, tatuagens e cicatrizes, entra em pânico. Agora está preso dentro do seu pior pesadelo…durante quatro horas. Somente abrindo-se com Makenna é que Caden poderá vencer os seus demónios, da mesma foram que Makenna consegue ultrapassar o seu terror do desconhecido. Aos poucos e apesar da escuridão, ambos acabam por descobrir o muito que têm em comum. Na escuridão a atração e o desejo crescem e os dois não resistem a en-volver-se com paixão. Mas, perguntam-se, irão sentir o mesmo quando as luzes voltarem? E quando forem salvos do elevador que os aprisiona o que farão?

Não vos parece uma boa sugestão de leitura para a data que se avizinha? 😍😍😍
O que têm de fazer para se habilitarem a ser o vencedor de um fantástico exemplar? Sigam as regras abaixo!

Lembrem-se: apenas uma participação por pessoa!

O passatempo começa hoje, dia 6 de Fevereiro, e termina no dia de São Valentim, dia 13, às 23h59. É válido para participantes em Portugal, apenas. O Eu e o Bam e a Castor de Papel não se responsabilizam por qualquer extravio da parte dos CTT.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Obrigada pela oportunidade! Há algum tempo que tenho curiosidade em ler este livro (aliás, em ler mais de 500 livros... OMG!).
    A participar!
    Boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu te compreendo :) A lista é cada vez maior! Eu estou ansiosa para ler este... algo me diz que vou gostar muito do protagonista :D

      Beijinhos e boa sorte!

      Eliminar

Obrigada por comentares :)

Um livro é muito mais do que um volume transportável. Um livro é uma mala que levamos connosco quando vamos viajar, pois nele temos tudo o que precisamos. Um livro é mais do que um bem comercializável, é o orgulho de carregar a alma em palavras do seu autor. Um livro é mais do que um livro, ao fim e ao cabo. É o nosso pai e a nossa mãe quando se precisa, nunca esperando mais de nós mas sempre lá para nos dar uma lição. É mais do que um amigo, pois não nos julga, não nos faz perguntas; ouve o nosso interior e responde às questões que nem nós sabíamos que tínhamos cá dentro. Um livro é mais do que um amante, duro como a realidade: umas vezes sonhamos e deleitamo-nos nas suas folhas, outras deixamos dobradas, riscadas, magoadas, outras deixamos a um canto e nunca mais olhamos. Desperta em nós uma panóplia de sensações: o toque da capa, da folha; o cheiro das páginas; o prazer da beleza da capa, das letras. Um livro é mais do que isto tudo, e ainda mais do que isso. Porque com ele viajamos, sonhamos, vivemos, aprendemos, amamos, sentimos, choramos e rimos, tudo sem sair do sítio. E uma façanha destas, vinda de algo tão pequeno e tão frágil, é quase comovente.